Blog do Vamp

O Vampiro de Curitiba




___"Estado, chamo eu, o lugar onde todos, bons ou malvados, são bebedores de veneno; Estado, o lugar onde todos, bons ou malvados, perdem-se a si mesmos; Estado, o lugar onde o lento suicídio de todos chama-se... "vida"!" (F. Nietzsche)

Bate-papo com Leitores




Obrigado!



Fiquei extremamente feliz - a palavra é esta – com a participação de todos vocês que compareceram no primeiro post do “Blog do Vamp”. Agradeço a cada um, de coração. A grande maioria dos comentários foi de leitores do Blog do Gerald. A idéia é mesmo essa: ter mais um espaço, além do excelente G-diet (link ao lado), para os leitores que acompanhavam o Gerald no seu blog.




Abrindo o Jogo


A maioria dos leitores já sabe de minhas posições. Sou, basicamente, um individualista radical. Não aceito nada que pretenda delimitar o indivíduo. Por isso abomino a idéia de Estado, partido, religião, deus... Agora, cada leitor tem suas próprias convicções, sua religião, seus valores, seu partido político, etc.. Por que digo isto? Para que não ocorra neste espaço o que acontece em muitos outros blogs, ou seja, aquele famoso Fla-Flu, aquela briga entre torcidas adversárias. Vamos, independentemente de partidos, discutir idéias, usar de argumentos, respeitando a opinião do nosso diferente. Cada um sinta-se absolutamente livre para comentar sobre qualquer assunto, mas se alguém pensa em fazer campanha política, para quem quer que seja, não está no lugar certo. Existem outros blogs para isso.



Desafio


E já que o valor maior do Blog é a livre expressão, sugiro que enviem sugestões de vídeos, assuntos, reportagens, etc.. Mas quero ir além disto. Quero propor um “desafio” aos leitores: usem este blog para divulgar seus próprios textos. Vale tudo: crônicas, contos, poemas... O único limite é o tamanho, que não deve ser muito longo. E o bom senso, óbvio.

Enviem para o e-mail do Blog, aí na coluna lateral. Além do texto, podem, também, enviar imagens e vídeos para compor o post.

E aí, vão encarar?

_____________________________________________


Se alguém ainda não leu, mais dois textos que publiquei originalmente no Blog do Gerald:

Os Incomuns. Ou: A Revolução dos Bichos






O vídeo foi sugestão da minha polaca, muito legal:







84 comentários:

Vampirinho...
obrigada você!!!

pela abertura para sugestões, posts...
por abrir sem a moderação, espero que possamos caminhar nesse sentido amplo...

Glorinha,
[]

 

Glorinha, poemas também tão valendo, viu?

 

Pessoal, já recebi um texto de um leitor!
Quem será????

 

Vampíssimo! Eu caindo de nosso, e você nos provocando? Tô louca para comentar, mas o tico e o teco já estão dormindo...
Me aguarde amanhã!

Beijos em todos! Boa noite!

 

Caindo de SONO!!!!! Não falei?

 

Ah, Vamp ... isso é tudo que gostaria(mos) de ouvir (ops!), ler!!! Estou falando do seu post - não confunda com as matérias abaixo (rs), sim?

Governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB) para o Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc:
- ..."Eu o alcançaria e estupraria em praça pública". Quando disse? Mês passado.
Acredito que ele tenha sido infeliz com a "brincadeirinha". Provàvelmente quis dar-lhe o sentido de punição, controle de uma situação, força, poder, etc. A "moçada da Uniban" seguiu à risca o "ensinamento" perigosíssimo ou não?
Agora, convidaram o Super Herói da cueca vermelha para dar uma palestra lá, no próximo sábado. Bem feito pra êles (rs)!

Lobão, apagão, Itaipu, Furnas e ... "gestão"? Raios me atinjam se acreditar nessa babaquice esfarrapada (raios!) que estão usando ...
A mãe Dilma do apagão e ... Lobão aceita convite para ir ao Congresso para falar sobre o assunto.
Não se trata de "aceitar ou recusar" - tem e deve uma explicação lógica para 18 estados brasileiros!!!

Por falar em "justiça", o Maestro John Neschling ganhou a ação trabalhista que movia contra a OSESP: R$ 4,3 milhões. Adorei!!! Beijos! Tchau!

 

O mundo sem Fla Flu. Mundo utópico, sem graça, mundo grenal. Mundo quieto, normal, robótico, mundo sem Fla Flu, onde todos comem pão, onde todos bebem café.Mundo chato, evidente, previsível, cheio de videntes, mundo protocolado.
Mundo sem fumantes, sem bêbados, equilibrado, mundo careta, horroroso, sem medos, pavores ou maçãs. Mundo perfeito, mundo sem Fla Flu.

 

O ser perfeito não acredita em Deus, acredita na sopa, no asteróide, no cometa.
O ser perfeito, parido pelo acaso, não enxerga o absurdo, não sente os minutos, concluído, define tudo como evolução, que conforto metafísico.
A ameba comeu o amebo, o ovo nasceu, chocado, o Universo gozou, ao saber que não era estéril, que o caos produz, bilhões de seres incrédulos, por acaso, ou, estúpida probabilidade, probabilidade egoísta, masoquista, esquisita, probabilidade não dedutiva.

 

Não, Tene, não é isso. Fui bem claro quando disse que todo e qualquer assunto é bem vindo. Eu mesmo vou continuar metendo o pau no Governo. Neste ou em qualquer outro que eu considere que esteja sendo um atraso pro país. Mas queria deixar claro que qualquer leitor, de qualquer partido, pode se manifestar. É só ter argumentos. O "Fla-Flu" a que me refiro é aquela briga de fanáticos, que defendem o time mesmo que esteja fazendo merda, entendeu?
Abraço, querido!

 

E depois, Tene, eu acho que alguém que curte Sex Pistols não pode ser totalmente careta, se é que me entende, hehe...

 

Aquela camisa tem três cores, por que me seduziu?
Eu tinha cinco anos, o mundo era preto e branco, não tinha cores, e aquela camisa captada pela retina, bateu na idéia, harmonias intrigantes, as cores, o mundo tinha e tem, outras cores.
O urubu come o boi, o boi pisa na formiga, a formiga carrega a folha, a folha careta, ressurge, quanta sinergia, tanta conservação.
Não, minha opção, são as cores, psicodélicas, sem bois, urubus e formigas.

 

Susan, que loucura, né? Realmente vivemos tempos de apagão, de escuridão... em todos os sentidos... que loucura!

 

O Tene tá inspiradíssimo! Mesmo que não envie algum texto para eu publicar, vou reinventar a "Frase da Semana". Grande Tene Cheba!

 

Por falar nos textos dos leitores, quero agradecer desde já àqueles que estão enviando. Serão publicados seguindo a ordem em que estou recebendo. Mandem ver!

 

Bom dia a todos..."

A cada instante, a gente se surpreende ainda mais com as coisas desse presidente bondoso...

Se vc achou o BOLSA-CELULAR um absurdo, leia o que me chegou ao conhecimento:

É por isso que a criminalidade não diminui ...

mate e assalte....... e ganhe o bolsa - bandido


Que vergonha!!!!!!!!!!!!!


ESTÁ NO SITE DA PREVIDÊNCIA SOCIAL, VEJA LÁ, AFINAL, É COM SUA CONTRIBUIÇÃO QUE ESSE PROGRAMA SOCIAL É MANTIDO



É o programa bolsa-marginal




Você sabia que todo presidiário com filhos tem uma bolsa de R$742,00 para sustentar a família, pois o coitadinho não pode trabalhar para sustentar os filhos pois está preso? (tire a dúvida neste "site" : http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22 )

Pergunta que não quer calar 1:

Por acaso os filhos do sujeito que foi morto pelo coitadinho que está preso recebe uma bolsa de R$742,00 para seu sustento?

Pergunta que não quer calar 2:

Já viu algum defensor dos direitos humanos defendendo esta bolsa para os filhos das vítimas?

Pergunta que não quer calar 3:

Por que o governo não gera emprego nos presídios para que os "coitadinhos"sustentem seus filhos?



É por isso que a criminalidade não diminui ...

mate e assalte....... e ganhe o bolsa - bandido

 

Vampiro.

Estou na trincheira.
Com uniforme camuflado.
EVITANDO BINÓCULOS.
ABRAÇOS E PARABENS

 

Pachecão, você tem falado com a Ana Luiza? Mandei um e-mail pra ela, mas voltou.

 

Eu concordo com o José. Tudo bem que o preso precisa ser ressocializado, mas neste Governo há uma total inversão de valores. Quem quer ser honesto e viver do suor do seu rosto é quem é marginalizado. Quem rouba, mata, estupra vira, não apenas vítima, mas herói!!! É esse o verdadeiro "apagão" destes tempos sombrios.

 

Bom dia a todos!!!

Vampirinho...
aiaiai... enviar um texto para vc colocar no seu Blog (vou precisar de coragem...risos...), essa abertura é muito legal.

[[]]

 

Vamp, o "Cara" tá cada dia pior, não dá pra antecipar logo essas eleições.
Ivo
PS: é a segunda vez, dá primeira deu que não poderia ser enviada.

 

Tene, (8:32hs)

creio o que vc escreve não é para entender assim ao "pé da letra"...
acho que é mais sentir...
e porque leio tudo mesmo, você se faz sentir muito bem...
sempre vou ler você, até que todos nós estejamos perdidos novamente
e a qualquer momentos sejamos resgatados por alguem ou por nós mesmos...
esse universo não é igual e nem concreto...
é desconexo....

[[[]]]

 

Eu li lá no G-Diet que vc. perguntou pro Targino se sele ganhou na mega-sena, com o COBOL(1960) vai ser difícil ganhar. Ma ele afirma há um tempão que tem uma fórmula infalível, eu continuo aguardando dar certo.
Quanto a continuar petista, hahahaha, todo socio-cripto-comuna, quer dividir o dinheiro dos outros, nunca o deles.
Ivo

 

Ironias à parte, um país que pode ficar no escuro por horas a fio sem saber por quê, com as digamos 'autoridades' incapazes de dar explicações e que ignoram os meios eletrônicos existentes para informar o que se passa, está com um grande problema. Isto está muito parecido com a década de 60, qualquer comparação não será mera conicidência.
Simplesmente um probleminha como nunca antes visto na história deste desmantelado, desnorteado e definhado país dos corruptos petralhas".

 

A Sue e a Glorinha também tiveram problemas pra enviar. Pensei que o problema tivesse acabado com o fim da moderação. Vamos ver.

 

Ivo, o Targino é um nostálgico. Ainda vive nos anos 60, hehe...

 

Devagar se vai ao longe.
As bolsasaumentam a cada dia.
Tem bolsa cobrindo do nascimento até a morte.
Em breve estaremos divididos.
De um lado os que recebem bolsas
Do outro lado os que trabalham para manterem as bolsas
Em cima do muro a corja que fica se locupletando.
Acima de todos o Ignorácio.
Que planeja fica montado na dilma depois de 2010

Bem disse um grande buldog no passado:

O comunismo é a distribuição igualitária da miséria.

To the people course .

É isto que você quer?

Sirva-se.

Tem grama pra quem deseja.

Fique a vontade

Ping

 

Os seres humanos nao se entendem. Em plenas comemoracoes de 20 da Queda do Muro de Berlin, o que a midia NAO mostra eh a quantidade de grupos que demostram a favor de LEVANTAR o muro novamente. Essa bizarra iniciativa parte tanto de alemaes ocidentais quanto dos orientais,
Por um lado, da pra entender os ex cidadaos da DDR. Quem era medico la, passou de um dia pro outro a ser lavador de latrina.

Ou seja: nada PIOR do que a interferencia do ESTADO em nossas vidas.
Por outro lado, quem era cidadao da DDR tinha O ESTADO como orgao implantado no proprio corpo. Com a queda do Muro, isso se foi

Mas as Alemanhas nao se integraram.
A diferenca cultural eh enorme,
Mas nao eh maior do que a do Nordeste Brasileiro com a do Sul Brasileiro...e ai no BR nunca houve um MURO oficial.

Entao eu pergunto...
O que mesmo eu pergunto?
LOVE
Gerald

 

A pergunta pode ser:

Porque estamos deixando construirem um muro novamente?

 

Temos de destruir nossos proprios muros individuais para evitar que a soma de todos se torne no grande muro da humanidade.

 

E essa nao integracao acaba gerando conflitos que podem transbordar e.....(como a Historia nos ensinou.....) acabam tomando proporcoes mundiais.

Por que?

Porque - em principio o alemao (do qual eu tambem faco parte) tem RAZAO em TUDO. Ele/ela estao SEMPRE CERTOS.

- Isso nao da pra fazer! Diz alguem da marcenaria da opera.

(mas da, obvio que da)

O conflito eh a alma da alma alema.

Eh que quando nao se entende isso, nao se entende que o BERRO esta no amago do ser teutonico.
LOVE
G

 

A Glorinha me mandou um texto do Mirisola, mas não consegui colocar aqui porque ultrapasa o número de caracteres que o Blog aceita. Vou colocar o link, vale muito a pena;

http://www.congressoemfoco.com.br/

 

Gerald, essa questão da Alemanha me comove muito. Sou descendentes de alemães, tanto por parte de mãe como de pai. É só o tempo para curar essas feridas. Só o tempo.

 

Sou "descendente", no singular, óbvio. São duas Alemanhas, mas eu sou apenas um.

 

Esse problema da Alemanha é muito antigo, A Prússia e a Baviera disputaram durante séculos uma hegemonia, Após a Unificação feita pelo Bismarck, parecia que ia dar certo, mas aparentemente até hoje não deu. Meu pai que nasceu em Dortmund, falava que durante os 37 anos que lá viveu nunca eles se entendiam.Lá como cá os do Sul(até a pronúncia da lingua é diferente)e os do Norte vivem metendo o pau um nos outros.
Isso é o normal em todos os paises as regiões nunca se entendem uma sempre se acha superior as demais.
Ce la Vie.
Ivo

 

Para todos os muros que tivemos, para todos os que virão e para aqueles que de alguma forma insistem em ficar...

mando um pequeno pensamento, em forma de pequenas ondas de mar...

sejam grandes,duros, obtusos, intolerantes...

para que possamos aprender como não ser!

 

e ainda se insistem em sobreviver

as ondas incessantes do mar da vida

sejam muros que suportem a vida

não sejam muros "burros" de compreensão

porque os muros nada são sem a energia que a ele damos de poder!

[[]]

 

Bom dia.
Há muito tempo que se fala dos limites que o estado, a religião e as leis nos impõem como algo que nos tolhem.
Lembro-me de um figura que representava o superego como um brutamontes com correntes.
Para mim, civilização é ter limites. O que acho interessante é o debate sobre eles, mas o que se vê, muitas vezes, não são debates de verdade, mas pura manipulação em nome de interesses mesquinhos, não de crescimento.
Não vejo nada de errado em alguém achar que tem razão. O natural é argumentar pelo que se acredita estar certo. Mas, se o outro for mais brilhante e conseguir derrubar nossos argumentos, nosso crescimento será até maior do que o que poderia nos proporcionar o exercício de raciocínio.
O terrível é vencer o debate em que se sabe que não tem razão.
No livro do Gerald (que sensacional!!!!) ele fala de uma peça de Heiner Müller em que um cachorro vira líder de seres humanos comandando-os com uivos. As palavras, a argumentação,... eram totalmente irrelevantes.

 

Gerald também disse no seu livro (é bom mesmo!) que a cultura na Alemanha não impediu o nazismo.
Verdade. Conhecimento acadêmico também não impediu que uma garota fosse quase linchada numa universidade.
Isso quer dizer que conhecimento formal é inútil? Se fosse, a China e o Camboja não tentariam eliminar seus intelectuais. Não é inútil mais é insuficiente.

 

Há estados e estados.

No Brasil, dizemos que devemos levar o estado aos morros.

Há estados que são verdadeiras ausências de estados. Um verdadeiro Comando Vermelho no poder.

 

Esses "muros" a que se referem,eu enxergo como uma cultura diferente em cada lugar, região, pois se assim fosse, então a Itália tbm tem o seu muro, os Estados Unidos idem (pra citar alguns apenas), pois lá tbm há esse negócio - ah! aqui é melhor, mais civilizado, etc.

Agora, com relação a desenvolvimento, o problema brasileiro em relação ao norte/sul é político tbm, os políticos de lá (norte) ganham muito deixando a parte norte no "apagão".

Sei lá, são tantas visões sobre a mesma questão.

 

Vamp, mto legal vc deixar claro isso, sabe. Afinal as pessoas pensam diferente (graças a Deus), mas isso não significa ser inimigo, qtas vezes não mudei de idéia e coloquei minhas idéias ao debater questões.

Ninguém tem a verdade absoluta, assim como ninguém é totalmente bom ou totalmente mau.

Divergências de opiniões enriquecem.

Parabéns!

 

Bom Dia meninos (as)
...NYC chuvendo e *frio*....
...Engracado Tudo que li / vi realmente sobre os 20anos fim do muro de Berlin , momento algum mencionam essa *vontade da volta do mesmo !!! , mas acredito que uma vez *amarrado / preso , talvez seja dificil de se acostumar com a liberdade , pois a libertade tem seu preco...
Eu (infelizmente) nao conheco Alemanha , mas conheco CUBA muito bem...tenho certeza que muitos Cubanos que la estao , nao *saberiam* viver com aliberdade...eh complicado !!!
Mas triste , triste realidade...

***********

Pachequito...o MURO que divide Nordeste/Norte do resto do Brasil eh...o SOTAQUE , o preconceito (pre-conceito)...

Principalmente no RS (posso falar de carteirinha) , *neguinho tem mania de falar..NAO NAO SOU BRASILEIRO , sou GAUCHO !!!
Enfim...
A Globalizacao nao esta nas pessoas...no cidadao comum !!!

Beijos Beijos

BOM DIA A TODOS

Sue

 

Márcia, mas é isso mesmo na Itália o pessoal do Norte(a parte rica) não gosta das do Mezzo Giorno(o sul mais pobre) nos USA no norte também não gostam dos que vivem no Sun Belt, e assim é em todos os países. Por sinal veja que interessante no Hemisfério norte as regiões mais ricas ficam ao norte e as mais pobres ao sul, exatamente o posto do hemisfério sul
Ivo

 

Título: NOVO GOLPE DO LULA, LINHA DE TELEFONE GRÁTIS LEIA!
Texto:
O QUE ELE NÃO FAZ PARA ELEGERA DILMA.
BOLSA FAMÍLIA.
MINHA CASA MINHA VIDA.
BOLSA BANDIDO, ISTO QUER DIZER O CARA MATA VAI PRESO É AINDA GANHA UMA CERTA QUANTIA DE 750,00.PÁRA SUSTENTAR A FAMÍLIA.
E A GORA VEM BOLSA CELULAR LEIAM.

Depois do Bolsa Família, governo estuda lançar o Bolsa Celular

Mônica Tavares
BRASÍLIA - Faltando menos de um ano para as eleições presidenciais, o governo poderá lançar o Bolsa Celular, um novo projeto de telefonia móvel, destinado às classes D e E. O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse que já apresentou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a proposta que vai permitir que os 11 milhões de pessoas que recebem o Bolsa Família também contem com telefone celular sem pagar nada. Lula, segundo ele, gostou da ideia, e esta semana Costa se reúne com o presidente para entregar o projeto por escrito.

- A TIM já topou na hora. Estamos conversando com a Claro e com a Vivo - disse Costa.

Segundo o ministro, as empresas dariam para cada família um aparelho celular e também depositariam R$ 7 por mês para que as famílias pudessem gastar fazendo ligações telefônicas. Ele disse que o interesse das operadoras é expandir o sistema, que já chegou ao seu limite. As empresas acreditam ainda que as pessoas acabariam usando mais do que os R$ 7, podendo chegar a R$ 12.

O governo abriria mão da receita do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (Fistel), pago pelas empresas celulares ao ligar cada celular à rede e também pelos serviços. O valor atingiria em dois anos uma arrecadação de R$ 2 bilhões.

Hélio Costa acredita que um projeto semelhante ao do Bolsa Celular também pode ser pensado para a banda larga. Nesta terça-feira, ele se reuniu com presidentes das operadoras para tratar do Plano Nacional de Banda Larga. A proposta de Costa é de que fosse lançado um preço popular para a internet, de R$ 9,99, mas isso não foi discutido com as empresas. As empresas apresentaram vários pontos que consideram necessários para aumentar para o número de conexões de banda larga nos próximos anos.

PRECISA DIZER MAIS ALGUMA COISA OU SÓ ISTO BASTA?

 

Então, partindo desse raciocínio, temos hemisfério norte/hemisfério sul.

Qdo caírem os "muros", viveremos todos no planeta terra, sem fronteiras, sem preconceitos.

 

A Sandra (12:07) colocou a questão que mais me faz pensar. Como na Alemanha? Por que na Alemanha? A Alemanha é a terra de Goethe, é a terra do pensamento, dos grandes filósofos... Como uma nação inteira se deixou seduzir pelo Nazismo?

 

Marcia (12:50), foi exatamente isso que eu quis dizer.

 

Passada rápida.
Lembro-me de um filme em que um paiseco declarava guerra aos EUA para poder perder e ter ajuda na reconstrução, como tiveram Alemanha e Japão.
Mas o que garante que teriam essa ajuda? Pelo que senti da entrevista do Gerald no post passado, os EUA já estão até a tampa com o Afeganistão. Daqui a pouco, ele está de novo nas mãos do Taleban, matando gente em estádios, mantendo mulheres analfabetas, sem direito a tratamento médico e nem trabalho.
O que garante que o Muro faria com que o engenheiro parasse de limpar latrinas e voltasse a sua antiga função? Ele poderia acabar numa cadeia, torturado e morto, talvez por denúncia falsa de um concorrente mais ligado ao governo,..

 

E ai Vamp!
Vc não me engana não vota em partido mas é democrata!
ehehehhe
Adorei a idéia do desafio. Quem sabe eu me anime em escrever algo.
Agora vou te contar se sua Polaca curte 'sex pistols' ela não arraza ela APAVORAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAg GerALLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL!!!!!!

Hard Core a menina!
Beijão pra vcs.
E vc sempre arrazando.

 

A Alemanha se deixou seduzir pelo nazismo quando derrotada na segunda guerra mundial foi humilhada pelas outras potencias que tiraram seu territorio e cobraram indenizações altissimas. O nazismo surgiu disso, a idéia de reeguer a grande alemanha, de fazer o povo alemão sair da humilhação e os judeus seriam os exploradores do povo alemão. Essas ideologias extremistas (nazismo, fascismo, comunismo) só ganham força em país que quebraram sua estrutura social. Por isso que após a segunda guerra os EUA obtaram por reconstruir a Alemanha Ocidental, o Japão, aprenderam com a história.Sempre haverão os saudosos do muro, mas isso é bobagem, ele não volta mais, grande parte da nova geração alemã nem lembra do muro, só conhecem a Alemanha unificada, só o tempo cura as feridas. Assim como o tempo libertará Cuba da tirana dos Castros.

 

Beijão, Daniela!
Estou esperando teu texto, o pessoal já está enviando.

 

Vamp, parabéns pela iniciativa de abrir espaço pros eleitores, Gerald já tinha sacado isso. Você não precisa do Estado e tambem de um grande portal, o blog está bem feito, com chat,enxuto, limpo e facil de ler, santa internet que democratizou o pensamento!

 

Vamp, pelo mesmo motivo que alguns dizem:

Intelectuais apoiaram o nazismo! São todos bandidos! Fora com eles!

Que é o mesmo discurso do Lula quando diz que o PSDB treina pessoas para fazer campanha no Nordeste: Hoje estão fazendo campanha, amanhã estão matando judeus. Isso é um total absurdo, pois nazistas eram militantes, mas militantes não são necessariamente nazistas, assim como assassinos tem cabeça, mas nem todo mundo que tem cabeça é assassino.

Mas Lula acredita mesmo no que diz? Isso vale para a própria mititância ou só para a alheia?

Gabeira também falava que queria ficar com a namorada numa missão e um rival queria separá-los. Então os dois lados tinham que justificar como seria bom para a causa a garota ficar em um ou outro lugar.

O que há de comum em todas essas situações é que discurso é apenas uma desculpa para interesses mesquinhos, por exemplo, destruir quem não gostamos.

Só conhecimento formal não resolve isso, e ausência dele certamente não resolve!!!!

 

CARDOSOLIRA em 12 de Nov. de 2009
Apagão queima Dilma como “planejadora” e expõe perigo real do “sistema interligado” sob controle de Sarney

Por Jorge Serrão

O recente apagão energético eletrizou o presimente Stalinácio da Silva, chamuscou sua candidata Dilma Rousseff e confirmou o perigo real de ter entregado o setor energético brasileiro para o “sistema interligado” de homens de confiança de José Sarney. O inesperado blecaute tirou o suposto brilho de “planejamento” e “boa gestão” com o qual os marketeiros nazipetistas tentam desenhar a imagem de Dilma.

O incidente derrubou as recentes mentiras oficiais da propaganda nazipetista. No último dia 29 de outubro, em declaração ao programa da Radiobrás "Bom dia, Ministro", Dilma declarou: “Nós também temos uma outra certeza, que não vai ter apagão. É que nós hoje voltamos a fazer planejamento”. No dia 23 de março, ao comentar a inauguração do terminal de gás natural liquefeito, na Baía de Guanabara, Lula se vangloriou: “Podermos dizer ao povo brasileiro que nós não corremos risco de apagão em hipótese alguma no Brasil”.

Lula e Dilma acabaram desmentidos pela dura realidade brasileira. Preocupado com o efeito apagão, Lula tentou ontem explicitar as diferenças entre o blecaute de 2001, que desgastou a administração tucana de Fernando Henrique, e o de agora. Lula insistiu que, em sete anos de seu governo, foram feitos 30% de todas as instalações de linhas de transmissão de energia no País em relação a 123 anos de História. Só faltou ele esclarecer que todo o empreendimento foi administrado pelos aliados de José Sarney e do PMDB, com o “planejamento” conjunto da Dilma.

Lula ordenou que ninguém no governo chame o problema de “apagão”. Mandou que se use a expressão “blecaute”. Apagão ou blecaute o problema reacendeu a fragilidade do discurso político eleitoreiro. E comprovou como também é frágil sistema interligado de energia do Brasil. Ficou claro que qualquer falha em uma linha localizada pode provocar um apagão generalizado, em efeito dominó.

As Profecia mentirosas e às avessas

A Globonews repetiu ontem, várias vezes, uma previsão recente de Dilma Rousseff que acabou desmentida pela realidade:
“Nós também temos uma outra certeza, que não vai ter apagão. É que nós hoje voltamos a fazer planejamento. Então, nós olhamos qual é a necessidade que o Brasil tem de energia nos próximos cinco anos. Ao olharmos isso, providenciamos as usinas que são necessárias para o Brasil. Se o país crescer a quatro, se crescer a cinco, se crescer a seis por cento ao ano terá essas usinas disponibilizadas; é assim que funciona”.
Palavras anti-proféticas da ministra Dilma Rousseff, em entrevista no dia 29 de outubro.

COMENTO
Não resta dúvidas, que temos vários problemas, na nossa República, mas todos os problemas são menos importantes do que, a corrupção e a bandidagem que se instalou em todos os poderes do nosso país e principalmente no executivo molusquiano.

A sete anos atrás, ao assumir a presidência, Molusco ganhou duas bolsas; o bolsa bandidagem e o bolsa corrupção. Hoje o país é governado com base nestas duas bolsas. Só não ver quem não quer. Cert

 

Valeu, Juliano!
Abraço!

 

Juliano, discordo. A Alemanha ficou ainda mais derrotada e humilhada depois da 2a Guerra. O problema é que ela caiu no discurso mais burro que existe: em vez de saúde, educação,... ofereço ódio; você tem licença para matar quem eu não gosto, quem pode me prejudicar, quem invejo,...

Voltando ao nosso digníssimo líder, numa conferência de catadores de papel, ele fez um discurso contra o jornalistas, que eles não respeitavam os catadores, pois deveriam ouvi-los de boca calada em vez de escreverem o que desse na cabeça... Como estamos no Brasil, os jornalistas só ganharam uma vaia. Talvez, na Alemanha, fossem linchados.

Quero dizer que não é necessariamente a situação precária que leva ao nazismo, ou aos campos de concentração da Coreia do Norte e do Camboja ou a Revolução Cultural. Só se o povo comprar o discurso de ódio.

 

Artigo nº 247 - Publicado na Tribuna Judaica
Por Marcos Wasserman

"Diáspora Jurídica"

"Boker tov – ma shlomchá?" (para quem não sabe hebraico, a tradução: "Bom dia, como vai você?"). A pergunta me surpreendeu e até me atrapalhou. Encarei-a e não a reconheci no momento. "Sou a Luiza, que trabalhava na Embaixada do Brasil em Tel Aviv". Passado o momento de espanto, nos cumprimentamos efusivamente, admirados pelo local do encontro. Luiza Lopes da Silva é agora Chefe da Divisão de Assistência Consular do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

Isto aconteceu no Rio de Janeiro, no Palácio do Itamaraty, onde participamos da II Conferência de Representantes de Brasileiros que Vivem no Exterior. Foi em outubro último. Tudo começou com o convite para participar de uma conferência, que também teria lugar no Rio de Janeiro, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, com a presença de advogados brasileiros que exercem sua profissão no exterior.

Uma vez que ambos os conclaves se realizavam paralelamente, decidimos participar dos dois, justificando uma viagem ao Brasil para rever amigos e usufruir de algumas férias, e unindo, portanto, o útil ao agradável.

Encontramos colegas brasileiros que advogam em vários países: Estados Unidos, Inglaterra, França, Espanha, Portugal, Argentina, Paraguai e outros tantos. Foi um prazer inaudito trocar idéias com colegas que saíram do Brasil, foram para o estrangeiro e conseguiram, após árduos esforços, validar seus títulos em vários países e neles advogar.

A reunião foi dirigida pelo ex-presidente da OAB, Roberto Buzato, e representantes do Itamaraty. Todos os advogados presentes usaram da palavra, informando sobre suas atividades profissionais, suas relações com as comunidades brasileiras e com os serviços consulares nos seus respectivos países. Houve uma ampla troca de idéias, resultando em várias recomendações, também no sentido de proporcionar assistência jurídica gratuita, através dos consulados, para brasileiros carentes.

A todos nos pareceu um tanto ou quanto inusitado o nome atribuído à conferência dos advogados: “Diáspora Jurídica”. Pessoalmente, sempre associei a palavra “diáspora” aos judeus. De fato, consultando depois o Novo Dicionário Aurélio, ele refere-se ao vocábulo como: "1. A dispersão dos judeus, no decorrer dos séculos. 2. Por extensão, dispersão de povos por motivos políticos ou religiosos, em virtude de perseguição de grupos dominadores intolerantes…".

Tanto quanto pude constatar, nenhum dos advogados referidos se enquadrava na definição aureliana. De forma geral, deixaram o Brasil para descobrir novos mundos, no sentido inverso ao dos portugueses de há mais de quinhentos anos que vieram a dar ao Brasil.

Na citada conferência dos representantes brasileiros, tomei conhecimento que o mesmo ocorreu com mais de 3.000.000 de patrícios que vivem esparsos pelos quatro cantos do nosso Globo Terrestre. Só nos Estados Unidos vivem 1.200.000 brasileiros, no Japão são mais de 300.000 e, segundo estatística publicada pelo Itamaraty, cerca de 20.000 vivem em Israel e 5.000 no Líbano.

A II Conferência de Brasileiros, que teve lugar, conforme referi acima, no Palácio do Itamaraty, no Rio de Janeiro, contou com a presença de funcionários de alto nível de vários ministérios, senadores, vários diplomatas, pelo menos dois embaixadores brasileiros, chegados do Japão e do Líbano. A abertura oficial contou com a presença do próprio Chanceler Celso Amorim.

Continua...

 

Parte II

Tudo começou com a exitosa campanha iniciada por Rui Martins, lutando para que fosse restabelecida a lei outorgando a cidadania a filhos de brasileiros nascidos no exterior, corrigindo, assim, uma situação impossível gerada por lei anterior, que resultou na existência dos que foram denominados como "brasileirinhos apátridas". Hoje, filhos de brasileiros nascidos no exterior passam a ser reconhecidos como tal a partir do momento em que são registrados nos respectivos consulados.

Eram muitos os participantes que vieram do exterior e que foram divididos em quatro grupos: América do Norte, Europa, América do Sul e, num só "pacote", Japão, Oceania, África e Oriente Médio. Como curiosidade: nesse último grupo havia uma meia dúzia de brasileiros que vivem no Japão, uma brasileira australiana, um simpático e amigo brasileiro libanês, e eu e minha mulher de Israel.

Por que essa conferência? Ficou muito claro, a partir das próprias palavras do Ministro Celso Amorim, que o Brasil fez uma verdadeira revolução no que se refere ao seu relacionamento com os brasileiros que vivem no exterior. Já não mais esquecidos, muito pelo contrário, eles passam a ser um importante patrimônio da Nação.

São brasileiros que foram buscar trabalho no exterior, especialmente nos países de Primeiro Mundo, para fazerem um pé-de-meia. São trabalhadores e operários especializados, médicos, dentistas, advogados, cientistas e, até, professores, que ocupam importantes posições em várias universidades do mundo.

O governo brasileiro reformou sua política em relação aos emigrantes. Está havendo uma melhora fundamental no atendimento consular em vários países, inclusive com a criação de um consulado itinerante onde tal se fizer necessário. Todo o apoio possível será dado aos brasileiros residentes no exterior, inclusive na outorga de proteção para fins de assegurar suas aposentadorias. Os emigrantes terão todas as facilidades para remeter dinheiro para o Brasil. Falou-se, ainda, na ampliação do direito de voto.

Diáspora Jurídica, como nome, é uma esquisitice que nada tem a ver com os advogados que exercem sua profissão no exterior, onde os brasileiros deixaram de ser considerados cidadãos de segunda categoria e passaram a ter igualdade de condições em relação a todos os seus demais concidadãos.



Marcos Wasserman é advogado em Israel, Brasil e Portugal, e é presidente do Centro Cultural Israel-Brasil em Tel Aviv.
----------------------------------------

 

Eu nem gosto muito de falar sobre esses assuntos, sou descendente de alemães judeus.

 

Sandra,
Mesmo na ALemanha onde as pessoas pensam tem um nível cultural elevado, elas foram induzidas pela mídia, que foi a fundo e buscou justamente a incivilidade que existe dentro de cada um.
Isso é muito fácil de se fazer. Sabe no final das contas estudei publicidade, e descobri coisas ridiculas que simplesmente fazem a pessoa que assiste a campanha ter vontade de cometer tal ato ou atitude pq a campanha induz a pessoa a fazer aquilo. Entende?
Que nem o compre batom do garotinho??
Toda criança fazia o que o garoto fazia, e a mãe comprava, ou o não esqueça minha caloi.
POutro dia mesmo vc lembrou da campanha da Esso e olha que nem sei qual é essa pois não vejo tv Brasileira.
O que quero dizer é.
Pior que um povo aculturado receber este tipo de ordem, é um povo inteligente e preparado receber este tipo de ordem.
Tudo que pode ser ruim no Brasil,´logicamente que será muito pior na Alemanha, pois os alemães são extremamente perfeccionistas e metódicos, determinados e quando tem um projeto nas mãos não descansam até ve-lo completo e perfeito. EXATO!
Imaginem projetos de escravidão, pilhagem, e extermínio nas mãos deles.
Tudo acionado apartir de campanhas políticas???

 

Ou seja vc é mais um alemão judeu diáporizado pelo planeta.
Assim como a família toda do meu marido.

 

Minhas filhotinhas tem passaporte alemão.
Já falei que para ter e manter o passaporte em casa vai ter que falar a língua e fazer jus a herança de ser alemã.
Amo alemães, tanto é que casei com um.
Não leia de forma deturpada o que escrevi acima.
Só quis ser racional,e verdadeira.

 

Sabe o que é pior as pessoas cometeram estes atos, colaboraram com o geverno daquela época na Alemanha, e realmente acreditavam, os que ainda vivem acreditam até HOJE que estavam certos.
Que faziam o melhor pela nação.

 

Antes de sair, vou defender um pouco os gaúchos.
Tinha um amigo que dizia que não se sentia brasileiro porque não gostava de samba, futebol, não era moreno, não falava do jeito que as pessoas falavam na TV,... Aliás, nunca via, na TV, imagens de brasileiros bebendo chimarrão, nenhuma novela era ambientada no Sul... O que veio primeiro? Os gaúchos não se considerarem brasileiros ou o resto do pais não os considerarem assim?

Saindo! Beijos!

 

Eu entendi, Daniela.
Manda um beijão pras filhotinhas!

 

Ufa! Alívio de ler que vc me entendeu!
Vou espremer elas daqui a pouco este aqui deve ser o ultimo coment de hj.

Ainda sobre os alemães.
O Gerald sabe bem que alemão é extremamente tradicionalista, metódico, se a mãe dele, o pai fazia o pão de tal forma será assim que os bisnetos irão fazer.
É genético não tem como mudar acreditem convivo com eles e édifícil pacas.
Pra eles mesmo é sofrido.
Do tipo se saio de carro com o marido, temos um planejamento, e lembro no meio do caminho de fazer outra coisa, é a morte, um sofrimento pq saiu do planejado entende???
É difícil para eles qualquer tipo de mudança.
Por isso querem o muro de volta.
O governo tem de ser forte e manter assim por mais algumas gerações até que as gerações que nasceram com o muro padeçam estes pedidos irão cessar. Ao menos um pouco.

 

Daniela, vou guardar esse seu comentário pra mostrar pra polaca. Ela vai começar a me entender melhor, hehe...

 

FOI O QUE CONSEGUI DEPOIS DE GARIMPAR SOBRE A VISITA DE SHIMON PERES AO BRASIL.

http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/mundo/conteudo.phtml?tl=1&id=943189&tit=Lula-diz-ao-presidente-de-Israel-que-nao-ha-paz-sem-concessoes-politicas

 

toda a matéria está ótima, bem limpa de preferencia, e idonea.
mas o final ta de matar.
'Lula encerrou o discurso dizendo shalom, palavra que significa paz em hebraico. Já Shimon Peres encerrou sua fala citando o programa de geração de energia elétrica do governo Lula, Luz para Todos. Dirigindo-se a Lula, Peres disse: Luz para todos nós Senhor presidente, venha e acenda as luzes para todo o Oriente Médio. '

Laila Tov e shalom a todos.
:)

 

Lula em 33o. na lista dos mais poderosos da Forbes

Como são ingratos com o cara que mais cuida do dinheiro dos banqueiros mundiais.

Ainda bem que o chavez é o ultimo.

 

Daniela.

S aude
H umor
A mizade
L iberdade
O ração
M aturidade

 

Viver SEM muro é pior que viver com muro.
Alguém duvida?
Sua casa tem muro?
Seu apartamento é dividido com o vizinho?
E seu carro? Tem porta?
Seus segredos? Não tem muro? São mesmo segredos?
Seus traumas? Não tem muro pra seguir com a vida?
Seus filhos? Não tem muro entre a internet e a TV?
Quem somos nós sem muros?
Quando foi que a Europa, COM OU SEM MURO, se entendeu?
Holandeses detestam alemães que detestam de volta onde todos detestam a Bélgica que não suporta a França que está de saco cheio da Itália que não gosta de ter os seus comparados aos espanhóis que detestam os portugueses que detestam... Aí já vamos para outro continente.
O mar tem muro?

 

Aliás,

Ser capitalista e não gostar de muro é um tanto complicado! Como levar o individualismo ao seu grau mais destilado sem construir assim, no mínimo, um grande e feio e grosso (e à prova de som) MURO?

Lembrei do Rosseau:
"O primeiro homem que inventou de cercar uma parcela de terra e dizer "isto é meu", [...] , foi o autêntico fundador da sociedade civil. De quantos crimes, guerras, assassínios, desgraças e horrores teria livrado a humanidade se aquele, arrancando as cercas, tivesse gritado: Não, impostor."

Pra ser capitalista e não gostar de muro ao mesmo tempo tem que ter uma pessoa só no mundo. Aí acho que dá certo.

 

"O ser perfeito não acredita em Deus, acredita na sopa, no asteróide, no cometa.
O ser perfeito, parido pelo acaso, não enxerga o absurdo, não sente os minutos, concluído, define tudo como evolução, que conforto metafísico.
A ameba comeu o amebo, o ovo nasceu, chocado, o Universo gozou, ao saber que não era estéril, que o caos produz, bilhões de seres incrédulos, por acaso, ou, estúpida probabilidade, probabilidade egoísta, masoquista, esquisita, probabilidade não dedutiva."

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAMMMMMMMMMMMEEEEEEEEEEEEEIIII!!!!!!!

 

Ana Paula, não complica!

 

Ana Paula, pelo seu raciocínio, se uma escola e uma cadeia são muradas, uma escola é igual a uma cadeia.

 

Obridado Liz.
A Ana Paula, expõe a face hipóclita de alguns de nós, escondida por muros que sempre construímos.
Derrubaram um muro, construíram outro, bem ali, na linha que separa Israel da Palestina, Faixa de Gaza, mais precisamente.
Nojento!? Até que não, quando for derrubado, demolido, explodido, teremos mais uma data para comemorar.
A Humanidade adora mesmo é uma festa.
Humanos deslumbrados, claro, alguns mais que outros. Tanta fome neste mundo, isto polui, mas não afeta o aquecimento global. Menas gente, como diria o Asno da Obviedade.

 

Obrigado Liz.

Quis dizer: Ás da obviedade. Problemas de transmissão de dados.

 

Pessoal, vamos levar este debate para o post de cima, acho que assim mais pessoas participarão. Tenho certeza de qua a Ana Peluso não se importará.

 

Vamp,
Post de cima, não entendi. Explica?

Sandra,
Destorção de lógica aristotélica?
Penso, logo existo.
Tomate não pensa, logo não existe?

Acho que você não entendeu o que eu disse...

 

Ana Paula, temos um post novo. Vamos levar a conversa pra lá? É chato ter que ficar voltando aqui embaixo.

 

Ana Paula,

"Os muros e as grades nos protegem de quase tudo, mas o quase tudo quase sempre é quase nada e nada nos protege de uma vida sem sentido."

 

Tene,

Não há de quê!!!
Indo para o post da Ana Peluso.

 

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão aprovados.