Blog do Vamp

O Vampiro de Curitiba




___"Estado, chamo eu, o lugar onde todos, bons ou malvados, são bebedores de veneno; Estado, o lugar onde todos, bons ou malvados, perdem-se a si mesmos; Estado, o lugar onde o lento suicídio de todos chama-se... "vida"!" (F. Nietzsche)

Libera Já! (Atualizado): Paulo Francis Sobre A Liberação das Drogas


A prece 'não nos deixes cair em tentação' significa: 'não nos deixes ver quem somos'.(Nietzsche)



Direto do Reino de Monteiro Lobato, é Tianastácia:










O Vampiro de Curitiba

44 comentários:

Oi, Vamp, GT e pessoal.

Tb sou a favor da legalização da maconha.

No mais, Vamp, vc não viu Anticristo? Gostei mais do que de Dogville (que tem tudo a ver com o teatro do Gerald Thomas). Indiquei Anticristo a um rapaz que se disse ateu e fã de Nietzsche. Ele viu e me disse: "não tem nada de Nietzsche nesse filme horrível". As pessoas se apegam no surto da mulher na floresta, na masturbação com sangue, na mutilação do clitóris, como no mooning em Tristão e Isolda, etc.

Mas acho que tem a ver com o Nietzsche e as colocações dele no texto Anticristo. No texto, ele comenta que a religião se faz contra a natureza, como no caso da imaculada concepção de Maria, a partir da qual a gravidez de qualquer mulher passou a ser considerada "suja", "maculada". O que era tão natural passou a ser combatido. Como diz o filme: "A natureza é a igreja de satanás".

Abs!

 

Vamp, QUIQUEISSO??????

 

Quanto à legalização da maconha, lembrei-me de uma proposta da revista underground Animal: Pena de morte, mas não para os grandes psicopatas, que são dignos de estudo, e sim para os pequenos batedores de carteira e pequenos infratores de leis de trânsito.
Alguns dias depois da morte de um aluno na USP onde corre solta a versão (na qual ponho a maior fé) que querem a polícia longe para que o tráfico e o consumo de drogas sejam livres no campus, um grupo propõe FECHAR A PAULISTA para fazer uma marcha pró-maconha. Queriam o quê? Simpatia da população? Honestamente, a maconha não está fazendo bem para o cérebro daquele povo.

 

Eu não sou a favor da legalização da maconha por uma série de motivos intrínsecos e extrínsecos a minha pobre e eficaz existência. O intervalo entre padrões morais e os rudimentos de um ser, não é possível trocar sutilezas e ler Cervantes, ser servil e cético, em absoluto, não existe essa simultaneidade.
Este mundo vai descambar para a suprema caretice e, quando nada for proíbido, nada for escondido, todos se transformarão em zumbis, enfim o Fim de Kant e seus mutantes.
Não obstante, continuo descontínuo.

 

Não é proibido proibir
quero o escondido,
a marginalidade,
me sentir banido, de lado,
coitdo,
quero enxergar os chatos,
me desviar dos puros,
quero ter sede,fome e medo,
o mau exemplo, o parâmetro.
Pois é, tantas chamas, tantos dramas,
tantos tristes neste mundinho,
que não para de parir.
Oh! Minha chata Paris.

 

Ó, Rogério, o óbvio à luz da psicologia.

http://delas.ig.com.br/comportamento/fe+em+vida+apos+a+morte+pode+ajudar+a+superar+tragedia/n1596935244946.html

Pito e repito, a vida é uma fratura exposta de fêmur e Deus uma santa muleta.

Saudações atéias.

 

21 de maio de 2011 06:29 Gerald Thomas

"(...)Quando eu era motorista de ambulancia aqui em Londres nos meus teens(...)"

PQP!!

 

TALVEZ uma marcha pela canonização de irmã Dulce não causasse revolta por fecharem a Paulista. TALVEZ. Ainda assim, aposto que ouviríamos: Tudo bem... É irmã Dulce. Mas... tinha que ser na Paulista?
E por falar em queimar filme, Vamp, pelo menos põe um Hendrix em Woodstock entrando em sintonia com o universo.

 

Sandra, Hendrix já seria apologia ao uso (rs)...

 

Mestre Paulo Francis defendendo a liberação das drogas e, principalmente, da maconha:

http://www.youtube.com/watch?v=m77ayNkEtf0&feature=related

 

Vamp, mas Paulo Francis era um cronista, e provocador, ainda por cima. E não viveu para ver a cracolândia, USP...

 

E uma mentira não vira verdade só porque é dita por Paulo Francis. Só irei acreditar que a pessoa põe fé no que diz quando fala que maconha é inócua e que o cigarro é bem pior quando ela preferir dar a chave do carro na mão de quem acabou de consumi-la, com o filho no banco do passageiro, a dá-la àlguém que acabou de fumar um cigarro careta.

 

Liberar o que? Em qualquer esquina do país quem quiser pode comprar drogas a vontade.Já entrei em universidades públicas e privadas que o cheiro de maconha era insuportável, liberação total. A policia prende centenas de traficantes por mês que na verdade são viciados que vendem pra sustentar o vício. Traficante não chega perto do lugar do tráfico.A única coisa que a venda legalizada iria acabar é com os traficantes, agora dizer que a legalização iria aumentar o consumo não tem sentido já que a venda é realizada dia e noite. Outra hipocrisia é que no estado de são paulo nao existe um só centro público de tratamento de viciados. Ou o Estado legaliza as drogas ou prende os verdadeiros traficantes e controla a fronteira. O brasileiro acha que pode tutelar a vida das pessoas, veja a proibição dos cassinos que poderiam gerar milhares de empregos, impostos, turismo,etc.

 

Hahahaha o Paulo Francis era muuuuito engracado!
As coisas que ele fala muitas veses sao obvias, mas ele tinha uma forma de levar tudo para o lado light...

 

Sandrinha, o Francis sempre foi coerente. Como alguém que defende o Estado mínimo quer que este mesmo Estado interfira até pra dizer o que ele pode ou não consumir?

 

Juliano, exatamente! A princípio, quem é contra a liberação é a favor do tráfico.

 

Gaeta, o Francis é único mesmo, né?
Quando acaba o video, aparece as demais partes deste documentário, com Francis falando sobre outros assuntos. Vale a pena.

 

FIM DO FASCISMO NO BRASIL – EM BREVE!
A QUESTÃO É DE JUSTIÇA!
NÃO É PARLAMENTAR, MUITO MENOS DE ‘PLEBISCITO’ DIRECIONADO E PATROCINADO!
CELSO DE MELLO – MINISTRO DO STF
A MARCHA DA MACONHA É LEGAL
O ministro do STF antecipa seu voto ao dizer que o cidadão tem o direito de defender sua posição em passeata
(Por Octávio Costa e Hugo Marques)
A FAVOR
Para Mello, relator da ação de legalidade da droga, manifestação pública não é apologia
Quem visita o gabinete do ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello está acostumado a ouvir música clássica. O som de Franz Liszt é sua inspiração ao redigir os pareceres em processos sempre empilhados aos montes sobre as mesas, para tentar dar conta de um trabalho invencível. Aos 63 anos, sem esmorecer diante da infindável demanda jurídica, o ministro completa quatro décadas de dedicação ao que para muitos seria enfadonho ou repetitivo, mas, para ele, é paixão. Por isso é reverenciado no mundo jurídico. Ele não delega a redação de seus votos a ninguém e muitas vezes trabalha até as cinco horas da manhã. Homem de hábitos simples, um de seus maiores prazeres é comer hambúrguer no McDonald’s.
Ao receber ISTOE, fez questão de demonstrar a revolta com o que está acontecendo no Senado. “Os atos secretos me preocupam não apenas como juiz, mas como cidadão desta República.” Explicou que raramente aplica o sigilo aos processos dos quais é relator. Ao contrário, muitas vezes antecipa suas decisões. Revelou que votará a favor dos organizadores de passeatas pela descriminalização da maconha, acusados de apologia da droga.
- “Se o cidadão não pode expor seu argumento a favor do uso da maconha, ele está tendo o direito de opinião cerceado.” O cidadão deve exigir que os administradores sejam íntegros, os juízes incorruptíveis e os legisladores probos e honestos”
http://www.istoe.com.br/assuntos/entrevista/detalhe/17359_A+MARCHA+DA+MACONHA+E+LEGAL?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

 

O Blog é visto por poucas pessoas, mas tem uma certa influência:

Blog do Vamp
By Location > Visit Detail
Visit 58,899
[<<] [>>]
Domain Name (Unknown)
IP Address 200.219.132.# (Camara dos Deputados)
ISP Camara dos Deputados
Location Continent : South America
Country : Brazil (Facts)
State/Region : Distrito Federal
City : Braslia
Lat/Long : -15.7833, -47.9167 (Map)

Language Portuguese (Brazil)
pt-br
Operating System Microsoft WinXP
Browser Firefox
Mozilla/5.0 (Windows NT 5.1; rv:2.0.1) Gecko/20100101 Firefox/4.0.1
Javascript version 1.5
Monitor Resolution : 1024 x 768
Color Depth : 24 bits

Time of Visit May 23 2011 8:41:17 pm

 

Wikipedia
Persuasão é uma estratégia de comunicação que consiste em utilizar recursos lógico-racionais ou simbólicos para induzir alguém a aceitar uma idéia, uma atitude, ou realizar uma ação.

Exemplo
Persuadir alguém a praticar sexo oral sem necessidade de violência física: - Chupa e não morde, senão morre.

 

Obama preso.
Super Cadillac blindado é imobilizado por aingela lombada.
Al Qaeda não assume a pegadinha.

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/cadillac+de+obama+fica+preso+ao+deixar+embaixada+dos+eua+em+dublin/n1596973379033.html

 

DESEMBARGADOR QUE PROIBIU MARCHA DA MACONHA EM SP FOI CONDENADO POR AGRESSÃO.
Teodomiro Mendez foi condenado por espancar um empreiteiro e um servente no interior da delegacia de polícia de Campos do Jordão.
O desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo Teodomiro Mendez, que na última sexta-feira proibiu a Marcha da Maconha alegando que a manifestação era uma desculpa para o uso público de drogas, foi condenado a quatro meses e 20 dias de prisão, em 1999, por ter espancado o empreiteiro Walter Francisco da Silva e o servente Benedito da Silva Filho no interior da delegacia de polícia de Campos do Jordão, em 1993.
O desembargador e o investigador de Polícia Renato dos Santos Filho, que também foi condenado por participar das agressões, não foram presos porque já haviam se passado seis anos desde o crime e, portanto, a pena prescreveu. Ele foi condenado pelo órgão especial do próprio TJ-SP.
Teodomiro Mendez também foi condenado em primeira instância a pagar indenização por danos morais ao empreiteiro e ao servente. O valor da causa é de R$ 695 mil. O desembargador recorreu da sentença. A apelação será julgada pelo TJ-SP.
Segundo relatos das vítimas reproduzidos no acórdão que condenou o desembargador, o empreiteiro e o servente foram detidos por volta das 16h do dia 1º de julho de 1993. Eles foram identificados pelo porteiro do condomínio Véu da Noiva, em Campos do Jordão, como responsáveis pelo furto de uma máquina de lavar roupa da casa do desembargador.
Eles negaram a autoria do crime e o inquérito do no qual eram acusados de furto foi arquivado a pedido do Ministério Público em 1997.
De acordo com o relato, Mendez teria saído de São Paulo, onde ocupava à época o cargo de desembargador do TJ-SP, e chegado à delegacia com o investigador Santos. Com autorização do delegado os dois entraram na cela do empreiteiro com o objetivo de conseguir uma confissão.
Como o empreiteiro se recusava a confessar, Santos teria iniciado uma sessão de espancamento. Com um corte na cabeça e cuspindo sangue, Walter Silva pediu que o desembargador interviesse em seu favor. Mendez teria respondido então: “Ele (Santos) vai parar, quem vai bater agora sou eu”.
A camisa rasgada do empreiteiro deixou à mostra a cicatriz de uma cirurgia renal feita poucos dias antes. O desembargador, ainda segundo o acórdão, percebeu a marca e começou a bater no local da cirurgia. Conforme a vítima, Mendez o agrediu com um SOCO na nuca, uma CABEÇADA na testa, CHUTES e mais SOCOS no abdômen e no rosto.
Depois o desembargador e o policial foram para a cela de Benedito. O servente também teria sido agredido com socos e chutes para que confessasse o crime. Benedito negou até o momento em que o desembargador encostou o cano de um REVÓLVER na sua orelha e, finalmente, confessou. Depois, em juízo, Benedito voltou a negar o crime.
Dias depois o desembargador teria se gabado das agressões em uma conversa presenciada por um marceneiro que serviu de testemunha de acusação.
O desembargador foi procurado por meio da assessoria de imprensa do TJ-SP mas não foi localizado. O iG procurou também a advogada de Mendez, Maria Eduarda Azevedo Oliveira, que não retornou as ligações. O Conselho Nacional de Justiça não informou se o desembargador responde a algum processo administrativo. Segundo o CNJ, todos os processos envolvendo magistrados são sigilosos.

 

Abuso e retrocesso na Paulista
Repressão à marcha pela liberdade de expressão resulta em ação da PM com nível de violência e brutalidade como há muito não se via.

http://emdefesadaeducacao.wordpress.com/2011/05/23/abuso-e-retrocesso-na-paulista/#more-1586

http://www.midianews.com.br/?pg=noticias&cat=24&idnot=51622

 

DEPOIS DA TORTURA..

ALCKMIN DIZ NÃO ‘COMPACTUAR’ COM A TRUCULENTA AÇÃO VIOLENTA DA POLÍCIA MILITAR (PM) NA MARCHA DA MACONHA CONTRA MACONHEIROS DESARMADOS.
Geraldo Alckmin diz não ‘compactuar’ com ação da PM na Marcha da Maconha.
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), criticou nesta segunda-feira a ação da Polícia Militar durante protesto realizada na tarde de sábado na avenida Paulista e mandou apurar se houve abusos.
“Houve um erro, porque não se justifica fechar a avenida e atrapalhar o direito de ir e vir das pessoas. Mas um erro não justifica o outro. A polícia tem competência, tem experiência para lidar com essas questões (…) sem cometer violência. Nós não compactuamos com isso, por isso vai ser averiguado se houve abuso, se houve excesso”, disse o governador.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/919865-alckmin-diz-nao-compactuar-com-acao-da-pm-na-marcha-da-maconha.shtml

 

Vamp, o problema do estado minimo é estabelecer o que é mínimo.

Quanto à marcha da maconha, a idéia é tentar deixar a polícia com uma imagem antipática para salvar um dos redutos de livre tráfico: a USP.

Só que não funciona. Para começar, porque toda vez que um grupo para ônibus, metrô, Paulista,... é chamado de vagabundo e desocupado para baixo. Marcha da maconha, depois do episódio da USP, parando a Paulista... Como diriam meus alunos: MAS QUE BURROS!!!!

 

Reinaldo, se o "estuprador" estiver com um revólver apontado na cabeça da vítima, até concordo. Não foi o caso.

 

Chamar a polícia, que até então estava quieta no canto dela, de sem-vergonha, seria como o Bin Laden gritar: Atira se for macho!!!!

 

23 de maio de 2011 19:58 Reinaldo Pedroso

aingela = singela

Como evitar o ridículo: aumentar a distância entre o assoalho do Super e o solo ou evitar lombadas.

 

"Fiéis tentam compreender falha em profecia do 'fim do mundo'."

Tentam compreender, cara!

"Seguidores do americano Harold Camping ficaram surpresos ao ver o 21 de maio de 2011 ter passado sem acontecimentos apocalípticos."

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/bbc/fieis+tentam+compreender+falha+em+profecia+do+fim+do+mundo/n1596973830659.html

Isso é sadismo, pelo menos comigo. A cada previsão fico eufórico: - Agora vai! E nada...

 

Sandra, você, em meu ver, comete o mesmo erro cometido pelo Reinaldo Azevedo: vocês analisam a questão das drogas, que é uma questão internacional, focando apenas a política de São Paulo. Aqui em Curitiba teve a marcha, foi realizada com tranquilidade, sem problema algum.

 

Pedroso, sabe aquela música da Rita Lee (não é ritalina, atenção!) e do Cazuza, "Perto do fogo"?
Tem uma parte que é assim: "Quando tudo explodir..., É... mas não vai explodir nada!"
Bom, segundo a música, ao menos, o bom é estar perto do fogo.

 

Sandra respeito demais sua opiniao, mas dizer que a USP é o ultimo lugar do livre tráfico é desconhecer a realidade. Você compra drogas a hora e o dia que quiser, nas esquinas, nas baladas, já pegaram até serviço de motoboy, é mais facil comprar drogas do que pão em São paulo,pelo amor de deus veja a Cracolândia!Quem leva vantagem com a proibição das drogas é o traficante, sao os policiais e politicos corruptos, mais ninguém.Temos que legalizar isso,fornecer drogas através de receitas médicas, construir centros de reabilitação, fazer campanhas de prevenção ao uso. Repreensão e cavalos não resolve nada. Em relação a briga policia e marcha da maconha ali ninguem é santo, a policia foi provocada e evitou a interdição da paulista, agora bater em pessoas já presas é abuso de autoridade.

 

Eu não disse que somos influentes?

Blog do Vamp
By Location > Visit Detail
Visit 58,908
[<<] [>>]
Domain Name gov.br ? (Brazil)
IP Address 201.54.48.# (SENADO FEDERAL)
ISP SENADO FEDERAL
Location
Continent : South America
Country : Brazil (Facts)
State/Region : Distrito Federal
City : Braslia
Lat/Long : -15.7833, -47.9167 (Map)
Language Portuguese (Brazil)
pt-br
Operating System Microsoft WinNT
Browser Internet Explorer 8.0
Mozilla/4.0 (compatible; MSIE 8.0; Windows NT 6.1; Trident/4.0; SLCC2; .NET CLR 2.0.50727; .NET CLR 3.5.30729; .NET CLR 3.0.30729; Media Center PC 6.0; .NET4.0C)
Javascript version 1.3
Monitor
Resolution : 1440 x 900
Color Depth : 32 bits
Time of Visit May 23 2011 9:41:57 pm

 

Vamp, você é que está olhando do lado de quem não sabe o que significa fechar a avenida Paulista, acesso ao Hospital das Clínicas, ao Hospital Santa Joana e ao Hospital Santa Catarina. Além do mais, parando a Paulista, para a 23 de maio, a Radial..., a cidade toda. Aqui, tudo tem de ser programado, organizado, e ainda assim é um tumulto. O ex-prefeito Pitta chegou a cancelar final de campeonato, porque foi marcado na hora do rush sem que ninguém tivesse pedido autorização para a prefeitura e sem que o CET tivesse feito nenhum planejamento. E a população não ficou contra ele. E como uma manifestação que não teve autorização legal poderia solicitar toda essa infra? A polícia ainda foi muito razoável, mas, para lutar pelo seu direito, eles queriam atropelar o de todo mundo. GENTE FOLGADA.
(Ué, não está entrando minha conta Google)
Sandra

 

Juliano, mas só a USP é o lugar onde polícia não entra.
E, como já disse, não é a repressão que está falhando, POIS NÃO HÁ REPRESSÃO. Se houvesse, traficante não daria megafesta nem queimaria gente em micro-ondas, e nem sairia correndo por uma rua, numa fuga do morro, com todo mundo assistindo em canal aberto e fechado. O que está falhando é o liberou-geral. E falam em como o mundo é liberal, mas eu só ouço falar em liberar comércio no Brasil.
Eu concordo que se deve garantir ao preso todas as condições de integridade física. Mas não estamos na década de 80. Pelo livro A Cabeça do Brasileiro, a população apóia até práticas como tortura em interrogatórios. E tanto é verdade que o Capitão Nascimento virou heróis, para a revolta de muitos que tinham uma visão idealizada de como o povo via os traficantes. E acredito (estou falando sem nenhuma base de pesquisa) que estão com uma visão idealizada de como a população encara os usuários de maconha. Eles não são mais os heróis contestadores da década de 60.
Sandra

 

Sandra, mas pelo o que eu li na Imprensa, a Marcha foi acertada com a PM com certa antecedência. O próprio Governador não gostou da ação da sua PM.

 

Pelo que sei o acordo era que a marcha ocorreria no Masp e os manifestantes extrapolaram e tentaram interditar a Avenida Paulista. A Sandra tem razão tendo em vista que a Paulista é corredor para vários hospitais, poderia causar um mega engarrafamento.Sandra eu vejo o viciado com pena,as familias são destruidas, como dativo já defendi garotos que respondiam por trafico,mas eu sabia que eram apenas aviões dos traficantes, via o choro das mães. Não há clamour nenhum em usar drogas. Eu penso que talvez a legalização com receitas médicas, com acompanhamentos em clinicas e principalmente com campanhas de prevenção nas escolas seriam soluções mais adequadas.A legalização acabaria com o traficante que é o responsavavel pela destruição das familias e por forçarem os garotos viciados a praticarem assaltos e roubos para comprarem drogas. Creio que a liberalização controlada diminuiria ate outros crimes, mas respeito as opinioes em contrário.

 

Vamp, o que foi autorizada foi a marcha pela liberdade de expressão. Então, não poderia haver cartazes falando sobre maconha e muito menos: "Ei, polícia, maconha é uma delícia". E muito menos: "Polícia sem-vergonha, seu filho também fuma maconha". Ainda assim, a Polícia permitiu que se fizesse a manifestação no vão livre do MASP. Isso foi... off. Não é com a Polícia que se deve acertar isso. Ela foi além do que lhe é permitido para evitar tumulto. E dançou. Ainda assim, quiseram fechar a Paulista. Ninguém pode, só os lindos. Como eu disse, a população não os vê como heróis, mas como mimadinhos.
Eu, pessoalmente, sou a favor da livre-manifestação, de preferência no vão livre do MASP, sem atrapalhar ninguém. Para qualquer coisa: liberdade de expressão, greve, comemoração,... Mas e a Polícia com a light? Briguem com quem proibiu a marcha.
Sandra

 

Excelente o discurso de Netanyahu no Congresso dos EUA!

 

Tianastácia Cabrobó
http://www.youtube.com/watch?v=vD9RtF3KhGo&feature=player_embedded#at=75
(não adianta ficar clicando aí em cima, tem de copiar e colar!)

 

24 de maio de 2011 00:22 Sandra

Santa ignocência...

 

24 de maio de 2011 08:55 Vamp

Conheço e curto a canção, sim, mas essa porra aqui não vai acabar nunca.

Agora me diz, Ritalina (Dexamil, etc) ainda rola?!

 

Ainda sobre a maconha:
Marcelo Rubens Paiva:

http://blogs.estadao.com.br/marcelo-rubens-paiva/maconha-e-dai/
(tem de copiar e colar)

Facilitem minha vida, comentem sempre no post mais recente, o de cima.

 

Reinaldo, mas você tem algum contra-argumento além de: você é ignorante e, agora que dei a sentença, vamos encerrar o papo?

 

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão aprovados.