Blog do Vamp

O Vampiro de Curitiba




___"Estado, chamo eu, o lugar onde todos, bons ou malvados, são bebedores de veneno; Estado, o lugar onde todos, bons ou malvados, perdem-se a si mesmos; Estado, o lugar onde o lento suicídio de todos chama-se... "vida"!" (F. Nietzsche)

Política ou Ciência? Ou: Quem é o Super-Homem?



(Stephen Hawking, o Super-Homem)



O leitor "Garganta" fez algumas colocações no post anterior sobre os assuntos que tenho colocado neste blog. Creio que devo uma explicação também a muitos outros que aqui frequentam e devem pensar o mesmo. Reproduzo, então, o comentário em que respondo a tais colocações:  

Garganta, de fato, se eu voltar a bater em política, os acessos ao blog aumentam de maneira vertiginosa, pois vira aquele fla/flu, as pessoas divulgam e comentam em outras páginas, etc.
Agora, pense nisso: o século XX foi marcado por movimentos político-ideológicos, surgiram Nazismo, Fascismo, Comunismo, Socialismo... Hoje, o que temos como princípio é o bom e velho Capitalismo. Ou seja, aquelas doutrinas todas desapareceram, não serviram pra nada, a não ser para causar sofrimento em milhões e milhões de pessoas. Já a ciência, as descobertas científicas, os avanços tecnológicos, as conquistas espaciais, estes, sim, trouxeram uma nova visão de mundo. Estes, sim, mudaram radicalmente as vidas das pessoas, mudaram o mundo para sempre e nos prometem um futuro glorioso à toda humanidade. Ninguém lembra de Marx, mas todo o mundo vive o mundo de Einstein.
Perguntaram acima quem seriam os super-homens de Nietzsche na atualidade. Alguém pouco esclarecido pode achar que sejam homens fortes fisicamente, ou políticos com poder, etc. Eu creio que o melhor exemplo de super-homem nietzscheano atual é um cara magrelo, doente, que vive em uma cadeira de rodas sem conseguir mexer um músculo sequer do corpo, um cara chamado Stephen Hawking.
Isso quer dizer que não escreverei mais sobre Política? Que estarei ausente nas lutas eleitorais? Não, não é isso. Criticar este ou qualquer Governo quando erra ou - e principalmente - quando quer restringir direitos para mim sagrados, direitos individuais, é obrigação de todos que pensam. Apenas creio que se dá muita importância a questões insignificantes enquanto no mundo discute-se idéias e conceitos absolutamente intrigantes sobre o Universo, sobre a própria vida. 
Reclamaram até dos meus roquinhos, vejam só! Garganta, este é bem antigo, mas vê se lhe satisfaz:



O Vampiro de Curitiba

14 comentários:

Vive, quem perigosamente vive.

Goethe.

 

Grande Serge Renine! Muito bom ver você por aqui! Continue dando uma passada por aqui de vez em quando. Não devo atualizar o blog com muita frequencia, mas quero sempre deixar algum assunto para os amigos comentarem.
Abração!

 

Falar sobre política, sexo, drogas, rock n roll, arte, moral, religião, ética, bruxaria, memes, BBB (rs) ou Luíza q voltou do Canadá nos comentários PODE, né Vamp?????????????????????

 

Bem lembrado, Adri! Independente do assunto do post, cada um tem a liberdade de comentar sobre o que bem entender.
E você, Adri, pode tudo, minha polaca deliciosa (rs)!

 

Vampiro, a Ciência pode ser usada para o bem ou mal do homem. Esta é uma das discussões da pós-modernidade.

Veja você que a Ciência pode ser usada para o mal, como, por exemplo, na Alemanha em que Hitler se valeu da ciência para exterminar judeus em massa; no Japão, onde milhares de inocentes morreram em Hiroshima e Nagazaki; ou na Coréia do Norte, onde o governo se vale do conhecimento nuclear para chantagear o mundo e oprimir seu povo.

O uso da Ciência é uma questão política.

Em relação à postura do blog, voltada menos para os fatos políticos, é uma escolha sua da qual eu não discordo nem concordo. Acho também que os assuntos são interessantes, mas não provocam tanto os leitores quanto os assuntos políticos.

Garganta.

 

Obrigado Vamp!

Grande abraço!

 

A ciência (ser), a religião (não ser), ou a política (eis a questão)!

 

Quem são os super-homens?
Acho que, em maior ou menor grau, todo mundo tem um pouco de super-homem.
Planck, Kepler, Turing...
Até uma criança pode ser um super-homem. Estava assistindo a um documentário sobre Fátima, e contaram que, desconfiados de uma fraude, para pressionar as duas crianças mais velhas, as autoridades religiosas locais disseram que tinham acabado de matar o menorzinho fervendo-o em óleo e que se não contassem a verdade iriam fazer o mesmo com eles. Imagino o pavor daquelas crianças.
A filhota, uma vez, tinha acabado de conhecer uma menina numa livraria, começaram a conversar e na hora de ir embora, perguntei qual era o nome da amiguinha. Ela me disse que a garota pediu segredo e eu nunca soube. Quando alguém pede um segredo, morre com ela. Sei o quanto isso é difícil para uma criança.
Quantas vezes não temos que tomar uma decisão ética que pode custar um emprego, uma amizade...?
Sem desmerecer os grandes heróis, acho que a vida, de vez em quando, faz suas homenagens aos pequenos, aos de ocasião, como o bom ladrão.

 

Teoria das Cordas??? SHOOOOOOOOOOOOW!!!!!
Eu sempre disse que, no princípio, Deus criou a guitarra elétrica. Aí, Ele fez um lindo solo. E fez-se o universo!!!

 

Recomendo-lhe A Janela de Euclides, de Leonard Mlodinow. LIVRÃO!

 

Obrigado pela dica, Sandra!
Tenho alguns livros na fila para serem lidos, mas já está anotado.

 

Pessoal, a maioria dos comentários estão sendo feitos no post anterior, dêem uma olhada lá.

 

Sugiro que levemos sempre a discussão para o post mais atual, me facilita bastante.

 

Essa semana será particularmente corrida para mim. Se eu não postar com frequencia ou mesmo demorar na liberação dos coments, não estranhem. A hora que der, eu aprovo. Mandem ver nos comentários, nos vemos por aqui.

 

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão aprovados.