Blog do Vamp

O Vampiro de Curitiba




___"Estado, chamo eu, o lugar onde todos, bons ou malvados, são bebedores de veneno; Estado, o lugar onde todos, bons ou malvados, perdem-se a si mesmos; Estado, o lugar onde o lento suicídio de todos chama-se... "vida"!" (F. Nietzsche)

The Passenger

Estou em Curitiba.
De passagem.




O Vampiro de Curitiba

6 comentários:

Seja bem-vindo, estrangeiro =)

Beijos!

 

Obrigado, paixão linda!

 

Hoje eu estou feliz,o mundo não acabou, portanto não tenho a necessidade de fazer as últimas coisas, tipo: último sexo, última ceia, último banho, último vinho, último último.
Finalmente, no domingo que passou, último, assistir o filme Melancolia, nossa(!!!!)que melancolia.
Fico pensando, o cara que bucolicamente vive, envolto em um tédio infernal, existencialmente destruído, deveria ficar feliz pelo mundo não ter acabado. Não é bem isso não , mas vá lá que seja.

 

Vamp, deu na UOL.

"Vencedor do Prêmio Camões, Dalton Trevisan mantém tradição e não aparece.
Dalton Trevisan, 87, honrou sua tradição. O autor curitibano não compareceu nesta quarta (12) ao evento onde receberia a maior distinção literária da língua portuguesa, o Prêmio Camões, dado pelos governos de Portugal e Brasil desde 1988."


Eu, Serge Renine, tenho muita inveja desse Dalton Trevisan.

 

É, Tene, quando o mundo acabar eu quero estar perto do fogo. Mas não vai acabar nada!
Assisti, também o Melancolia. Indicação do João Pereira Coutinho. Muito bom!

 

Pois é, Serge. Dalton não muda. E nem tem de mudar mesmo, acho eu. Lembro que fiz um post quado o Trevisan ganhou o prêmio.

 

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão aprovados.